Menu
Literatura

[Resenha] Sobre Fotografia de Susan Sontag | @cialetras

Sobre Fotografia de Susan Sontag
Edição: 224
Editora: Cia das Letra
ISBN: 8535904964
Ano: 2004
Páginas: 224

[button color=”blue” size=”small” link=”http://www.submarino.com.br/produto/248739/sobre-fotografia?opn=AFLNOVOSUB&WT.mc_id=afiliados_giro3afl&WT.mc_ev=Click&franq=AFL-03-45600″ target=”blank” ]Submarino – R$50,00[/button] [button color=”orange” size=”small” link=”http://links.lomadee.com/ls/ZHI5ZztSZFRuQmNmZjsyNzQ0NjI4OTswOzE3NjswOzI3O0JSOzM7aHR0cCUzQSUyRiUyRnd3dy5saXZyYXJpYXNhcmFpdmEuY29tLmJyJTJGcHJvZHV0byUyRjE1MjI3NyUyRjsw.html” target=”blank” ]Saraiva – R$50,00[/button]

Sobre fotografia, ganhador do National Book Critic Circle Award de 1977, é um livro que fez história no âmbito dos estudos da imagem. Publicado originalmente no Brasil em 1983, reúne seis ensaios escritos na década de 70, em que a romancista e filósofa Susan Sontag analisa a fotografia como fenômeno de civilização desde o aparecimento do daguerreótipo, no século XIX. O resultado é uma história social davisão, demonstrando seu lugar central na cultura contemporânea.
Sontag extrapola os domínios da técnica da fotografia, enfoque que desliga a prática fotográfica do quadro social que a inventa e a consome. Abrangentes e reflexivas, as análises dialogam com a filosofia, a sociologia, a estética e a arte pictórica. A erudição da autora não se traduz, porém, em hermetismo. Seu estilo é simples, direto, leve e sedutor, marca de uma das mais atuantes intelectuais da atualidade.
“A realidade, como tal, é redefinida pela fotografia”, escreve ela ao discutir as relações entre os acontecimentos e as imagens produzidas a partir deles. Sontag mostra como as noções de fato e representação se embaralham nas sociedades industriais e consumistas, onde “tudo existe para terminar numa foto”.

[divider]

Desde o príncipio da fotografia existiu uma discução sobre sua função social, e seu lugar como forma de construir arte. Essa discução esquentou, esfriou, mas ainda continua viva nos dias de hoje. Apesar da tecnologia proporcionar o acesso a ferramenta a praticamente qualquer ser vivo (já que até animais andam fotografando por aí), surgem novas discusões sobre sua banalidade. Uns declaram amor intenso pela fotografia e a idolatram como um deus-espelho do real. Outros defendem a sua intenção de se aliar a outros meios para transmitir sensações, informações e qualquer outra situação escolhida por seus autores. Mas o que nos diz Sontag, em seu livro pode arrasar muitos dos pensamentos de fotógrafos e entusiastas.

susan-sontag

Trabalhando os diversas relações (muitas vezes de oposição) da fotografia com seu meio social, com as artes pictóricas, com o seu estado de arte ou reprodução da realidade, Sontage extrapola os meios técnicos da fotografia e demonstra o lado amargo que a fotografia tange. Suas análises com forte pensamento filosófico viaja pela estética, pela arte e pela sociologia, trazendo novas interpretações e uma nova ‘visão’ do acervo fotográfico que o mundo entrega a sociedade;

sobrefotografia

Leitura indispensável para fotógrafos, artistas, entusiastas pesquisadores e estudantes da área. A edição da Companhia das Letras é belíssima e muito bem construída. definitivamente, pelo conteúdo inerente as artes (e a fotografia essencialmente contida, que é a minha área de estudo!) merece 5 xícaras de café forte, sem açúcar, porém delicioso aos que sabem apreciar.

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.