Menu
Séries

[Séries] Inspirações, remakes e fãs dramáticos.

Informação importante: Esse post é uma pitadinha do que está por vir! O diretor e a chefe pediram a nova colunista um post modelo para a avaliação não só deles, mas de vocês também.
Então aproveite, essa será sua unica oportunidade. O que acharam? A C…. falará sobre séries aqui no Pausa Para um Café.  

Att. Sra. Expresso ( A única que trabalha por aqui…)

Antes de qualquer coisa vamos esclarecer um ponto: eu vou tentar ser imparcial, mas não garanto resultados. Onde já se viu uma Fã sendo imparcial?

Então vamos ao assunto: remakes de séries e a polêmica por trás disso. Veja bem, esse assunto tem me incomodado desde que eu consegui assistir o piloto de Elementary (que vazou na internet). O que é Elementary? Bom, aí é que o assunto complica.

Em Julho de 2010 chegava às telas da BBC a série Sherlock, uma criação de Mark Gatiss e Steven Moffat (atual big boss por trás de Doctor Who). A premissa da série é uma atualização das histórias de Sir Arthur Connan Doyle, trazer a essência destas histórias para a Londres do século XXI.

Sherlock (BBC)  – RUN BOYS, RUN!

Eis que no primeiro semestre de 2012 a CBS (americana) anunciou que iria produzir uma série sobre um Sherlock Holmes moderno em Nova York e com John Watson transformado em Joan Watson. Guerra no país das séries. Confesso que no começo torci o nariz pra ideia da série da CBS, mas isso por que sou uma fã de Sherlock. No final das contas, quando o piloto vazou eu fui correndo assistir. Eu gostei. Aliás, gostei MUITO.

Elementary (CBS) – Lucy Liu como Joan Watson. Me gusta.

E aqui estamos nós, de volta ao assunto principal: a polêmica dos remakes. Até que ponto uma
inspiração/adaptação/remake é válida? Até que ponto a resposta da mídia a essa adaptação não é só resultado do  mimimi dos fãs?

Veja séries como The Office. Refeita em mais de cinco países diferentes e eternamente bem sucedida. Being Human, que fez sucesso tanto na versão britânica quanto na americana. Outros casos não são tão felizes: skins, que é bastante popular na terra da rainha, teve um remake americano que durou míseros três meses. E quando citaram a possibilidade vaga de uma versão americana de Doctor Who? Acho melhor nem citar.

Meu ponto é: às vezes a execução compensa pela “falta” de originalidade da trama geral. Repare as aspas: nenhum remake é exatamente igual à sua versão original. O problema é que tomamos o conceito de ‘remake’ como algo sem criatividade e, por isso, algo com altas chances de fracasso.

No caso Sherlock/Elementary o que acabou acontecendo foi que enquanto os fãs pensaram que ia ser um remake, os produtores da CBS fizeram sua própria série de Sherlock Holmes: histórias diferentes, personagens diferentes, mas com todas as características que Doyle garantiu ao Sherlock original.

A ideia de transpor as histórias de Conan Doyle para o presente é nova? Não. A série da CBS é inovadora? Sim.
No final das contas temos que largar mão do nosso recalque fangirlístico e dar uma chance para os remakes, adaptações e etc. Ninguém que produz uma série quer fazer um trabalho ruim, então vamos abandonar a teimosia e apreciar séries, remakes ou originais.

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

9 Comments

  • Lizzie
    15 de setembro de 2012 at 02:12

    Sherlock é a minha série do coração atualmente ^^ Nenhum programa de televisão tinha me envolvido tanto emocionalmente antes…
    Não é à toa que eu não curti a ideia de Elementary, e nem vou curtir. Não por causa da série da BBC, mas sim por ter distorcido um pouco o personagem de Holmes, pelo menos no piloto – ele nunca deixaria de gostar estar certo, por exemplo, por pior que fosse a situação. Menos ainda adivinharia a profissão de um Watson pesquisando a vida dele, sem dedução.
    E eu só curtiria a Liu como Watson se todo mundo trocasse de sexo também, incluindo o detetive – uma adaptação assim não seria incrível? *-*

    Mas quem sabe, se o preconceito conseguir ir embora um dia, eu posso dar uma chance.

    Reply
  • Jessica Moura
    15 de setembro de 2012 at 12:50

    Beem Sherlock não é bem a minha série de coração. Mas sinceramente Elementary não me agradou. E sim, é pelo fato de transformarem o Watson numa mulher (também não curti a escolha do Sherlock). Essa é aquele tipo de ideia que não entra na minha cabeça nem que me paguem. O seriado pode até ser bom, mais acho que perde um pouco da essência (é eu sou muito chata). Porém, ainda pretendo dar a chance para Sherlock, o outro seriado que eu já estava de olho..Vamos ver se ainda consigo assisti-lo ainda esse ano.

    Reply
  • Fernanda Yano
    15 de setembro de 2012 at 15:03

    Não sei se eu iria gostar desse “remake moderno” de Sherlock, pois gosto muito do original. E infelizmente às vezes ficamos apegados a isso e já rejeitamos novas versões.
    De qualquer forma acho que vale a pena dar uma conferida, por que não? Afinal, tenho que admitir que já vi remakes que foram até melhores que a versão original. Vamos dar uma chance!!!!

    Reply
  • Amanda Costa
    16 de setembro de 2012 at 14:58

    Não sei se eu conseguiria dar uma chance, neste caso.. Sou bem chatinha com esta coisa de remakes, e, definitivamente a série não é uma de minhas queridinhas.. Enfim, pra aqueles que se agradam.. será uma boa pedida! Beijos.

    Reply
  • Carolina Ribeiro
    16 de setembro de 2012 at 15:31

    Foi uma queridinha dos seriados britânicos, então meu favor vai para as adaptações britânicas *-*
    Eu AMOOOOO Sherlock e achei que o Benedict Cumberbatch e o Martin Freeman ficaram suuuper bem como Sherlock e Watson!! Mal posso esperar pela terceira temporada *-*

    http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br/

    Reply
  • Mariana
    18 de setembro de 2012 at 00:43

    Confesso ser um pouco dramática quando se trata de remakes. Costumo julgar bastante antes de pensar em dar uma chance, não sei, sempre tenho medo de que os remakes “estraguem” algo que eu gosto bastante. Mas fico feliz em adimitir que as vezes me engano, e acabo me surpreendendo com remakes super bem feitos.

    Reply
  • Jamile Pino
    20 de setembro de 2012 at 20:38

    Acho que fãs em geral costumam ter um certo preconceito contra remakes.. e eu não sou diferente :X
    As vezes fica ótimo, mas na maioria costumo nem me arriscar pra não perder o encanto da original =/

    Reply
  • Ronny Petterson
    30 de setembro de 2012 at 20:54

    Lembro de quando vi o primeiro episódio de Sherlock. Aquilo me causou espanto, tudo o que eu imaginava sobre as características dos personagens estava mudada. Aos poucos fui percebendo a semelhança na personalidade desses personagens com os de Arthur Connan Doyle. E mais à frente percebi que as estórias(a maioria delas) eram extremamente baseadas nos romances do autor, a série é genial e esse é um excelente adaptação. Porém, estou com um pé atrás em relação a Elementary, vi o piloto e gostei, mas não estou muito confiante.

    Reply
  • Kimy Gabrielli
    31 de outubro de 2012 at 21:40

    Ehhh… mais uma fã viciada em Sherlock Holmes aqui ^^ Eu disse em um comentário que iria começar a assistir Sherlock Holmes porque tinha gigantescas expectativas quanto a série. Eu li e reli a sinopse dessa série várias vezes e como eu tenho estado de um jeito catastrófico de acumulo de episódios ^^’ de The Walking Dead, Supernatural, Once Upon A Time, e finalmente acabei Teen Wolf *—-* Que vida de fã de séries corrida 😛

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    http://blogkimygabrielli.blogspot.com

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.