Menu
Top5

[Top4] Erros que autores cometem ao enviar sua obra para agentes literários.

Você sabia que 96% dos autores que procuram agentes literários são rejeitados? A razão para a rejeição normalmente se resume a algumas questões que podem ser corrigidas pelo autor apenas com uma dose de atenção e paciência. Confira abaixo:

1. Falhas ao seguir as orientações de submissão do original
Cada agente literário tem suas próprias diretrizes de submissão de originais. O não cumprimento destas orientações, muitas vezes, pode simplesmente levar o seu original para a lata de lixo virtual.
Antes de enviar seu original preste muita atenção as orientações individuais de cada agente. Visite o site e clique em tudo e leia atentamente cada detalhe. Primeiro saiba o que você pode enviar para o agente, as vezes ele nem quer seu livro inteiro. As vezes eles não aceitam livros físicos. Confira bem e isso já vai ser meio caminho andado para você e a sua obra.

2. Confusão Gênero.
Nem todos os homens preferem loiras e nem todas as mulheres preferem os altos. E que verdade seja dita: nem todos os agentes querem ler o gênero que você está escrevendo. O envio de uma consulta para um romance com um agente que só aceita gêneros de não-ficção é um enorme desperdício de tempo. Converse com o agente antes de enviar ou leia em seu site, confira os seus autores já publicados. Ser stalker nessas horas não tem problema.

3. Ortografia e gramática

Eu não deveria ter que dizer isso, mas eu vou. Se você está enviando um livro para consulta aos agentes literários, confira se todas as questões de ortografia e gramática estão resolvidas.

4. Falta de paciência

Não precisa ligar, mandar email, tweet, coruja e sinal de fumaça para o agente literário 4 dias por semana.  Paciência e persistência são o que te faz ser bem sucedido nesse mercado. Tenho certeza que você já leu o suficiente sobre todos os grandes autores que foram rejeitados e com certeza já leu também sobre a persistência de cada um com a sua obra.

Boa sorte! 😉
Inspiração

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

1 Comment

  • Gui Liaga
    12 de novembro de 2013 at 15:59

    Ebaaaaa! Um post que me entende! hahahaha
    Concordo com os 4 pontos citados, e não é só pro agente literário, né? É pra tudo na vida profissional! Pô, ter menos ansiedade, pesquisar bem, preparar um bom material para enviar, isso tudo faz a pessoa passar boa impressão do seu trabalho.
    Eu acrescentaria o “não enviar seu material enquanto não for solicitado”.
    Outra coisa bem chata é achar que o agente trabalha de graça e que ele pode ler e revisar seu livro sem cobrar nada quando nem ao menos você o conhece (porque, se for seu amigo, pode até rolar uma camaradagem, mas mesmo assim é o trabalho da pessoa e ela merece ser paga).
    E mandar material pela metade e depois falar “ahhh é que eu não terminei ainda”, poxa assim gasta o tempo de trabalho do agente.
    Ufa! Desabafei! HAHAHAH

    ADOREI A SUA IDEIA, ANA! <3

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.