Menu
Literatura Nacional

[Top5] Livros que eu não leria de novo. Parte (1)

Eu sei, é realmente difícil fazer isso e falar sobre cinco livros que achei ruim e não leria de novo nem por decreto. Mas nem só de livros bons são feitos o mundo e eu me sinto no dever de alertar a humanidade. Então vamos lá!

1. Cinquenta Tons de Mr. Darcy.

Só digo uma coisa. Uma única coisa. Quem foi o infeliz que resolveu ter essa ideia? Quem foi mesmo? Não dá gente… terminar de ler esse livro já foi muuuuuito, mas muuuuito difícil. A Carol (séries) nem conseguiu terminar. 

Imagine Elizabeth Bennet e o sr. Fitzwilliam Darcy, protagonistas de Orgulho e preconceito, deixando de lado a moral e o recato e dando vazão a seus desejos mais ocultos de forma mais pervertida que Christian Grey e Anastasia Steele, personagens de Cinquenta tons de cinza. O resultado: Cinquenta tons do sr. Darcy, a incrível e hilária paródia escrita por um famoso inglês sob o pseudônimo de Emma Thomas.

2. Branca de Neve e o Caçador

Primeiro ponto: Tem a crepúsculo na capa… (okay, esse comentário foi preconceitouso, não ignorem). Segundo ponto: O livro é o “roteiro” do filme, que já não é muito bom… vamos combinar. E ai… o que você tem é um livro cheio de furos e que realmente não convence o leitor.

Sinopse: Há dez anos, a vingativa Rainha Ravenna assassinou o rei na mesma noite em que se casara com ele. No entanto, dominar o reino tornou-se um sofrimento para a Rainha. Para salvar seus poderes, ela deve devorar um coração puro, e Branca de Neve é a única pessoa com esse coração. A fim de capturá-la, Ravenna recorre ao Caçador, o único homem que já se aventurou pela Floresta Sombria e sobreviveu. Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?

3. Primeira Noite e Primeiro Dia de Mark Levy

Olha gente, eu tentei. TENTEI MUITO e justamente porque tinha muuuuuita gente falando bem do Mark. Ele escreve bem… mas não é pra mim. Pra mim ele tenta, mas não consegue demonstrar algo realmente fascinante com a sua história. Foi cansativo ao extremo conseguir ler o livro e não leria novamente. 

Sinopse: Em O Primeiro Dia, o best-seller francês Marc Levy escreveu seu primeiro romance de aventura, que tem seu desfecho na sequência A Primeira Noite. No primeiro livro, um estranho pingente dado à arqueóloga Keira marca o ponto de partida para a trama de dimensão épica. Nele uma tempestade de areia prejudica uma escavação no vale etíope de Omo, da qual Keira fazia parte, e a força a voltar à Europa. No entanto, antes de partir, uma criança que conheceu no local a presenteia com o curioso artefato. Com a ajuda de Adrian, astrofísico e seu ex-amante, a arqueóloga havia chegado à conclusão de que o pingente reproduz as estrelas do céu, na posição exata em que estavam no dia da criação do universo. Por isso, teria valor inestimável e seria capaz de colocar em risco a vida dos dois, o que acaba por acontecer. Seguidos de perto por misteriosos indivíduos, Adrian e Keira acabam por se envolver em uma tragédia. Perto de descobrirem artefatos que poderão solucionar o enigma da criação do mundo, os dois têm suas buscas interrompidas por um acidente na China. Aparentemente, o evento teria sido provocado por alguém. Agora, Keira está desaparecida – possivelmente morta. Desolado, Adrian retorna à Grécia e se remói pela perda da mulher por quem nutriu sentimentos verdadeiros. No entanto, o aparecimento de uma foto, que talvez seja de Keira, reacende nele as esperanças. Consciente de que o desejo de desvendar os mistérios do universo foi o que o uniu novamente a Keira, mas também os separou, Adrian parte em uma viagem disposto a encontrá-la viva. Ele buscará retomar também a aventura pela solução dos segredos milenares. Com esta dupla de romances, Levy mostra sua versatilidade e reforça seu reconhecimento como um dos maiores fenômenos de vendas atualmente. O autor de E se fosse verdade? já vendeu mais de 26 milhões de livros em todo o mundo.

4 .  Formaturas Infernais.

Não é por nada não, mas… sério que tem gente que é louca de paixão pelas autoras que escreveram seus contos aqui? Okay que talvez todas podem ter errado a mão no mesmo livro mas… a partir desse eu soube que Mag Cabot e tantas outras não era pra mim. Eu li até o final, até curti algumas histórias, mas não leria de novo, nem pensar.

Sinopse: Nessa emocionante coleção de contos de terror, as autoras bestseller Meg Cabot (O Diário da Princesa), Stephenie Meyer (Twilight), Kim Harrison, Michele Faffe e Lauren Myracle se reuniram para mostrar que a formatura pode ser um evento muito mais aterrorizante do que se pensa. Problemas no guarda-roupa e um par que dança mal não são nada comparados a descobrir que vocês está dançando com a Morte – e que ela não está aqui para elogiar seu vestido. De problemas com vampiros até uma batalha entre anjos e demônios, estas cinco histórias vão divertir mais do que qualquer DJ em um terno brega. Nada de limusine ou vestido de gala: só uma grande dose de assustadora diversão.

5. Diário de um Mago de Paulo Coelho.

Eu tenho uma relação de Amor e Ódio pelo Paulo Coelho muito grande. Tem livros que eu amo, tem outros que nunca mais voltaria a ler. O que é o caso de Diário de um Mago no qual eu não encontro sentido algum. É notável que o Paulo escreve bem, ele é ótimo. Mas esse livro não foi pra mim.

Sinopse: “Cheguei à cidade depois de tomar um ônibus da linha entre Pedrafita e Compostela. Em 4 horas fizemos os 150 km que separavam essas duas cidades e me lembrei da minha peregrinação: às vezes precisava de duas semanas para percorrer essa mesma distância a pé. Dentro de pouco tempo pegarei um avião de volta para o Brasil… Tenho muito o quê fazer. Passa pela minha cabeça a idéia de escrever um livro sobre o que vivi. Mas esta é ainda uma idéia remota…” – Paulo Coelho

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

10 Comments

  • Marcelo Lima
    26 de março de 2013 at 22:27

    ufa ,Mannequim não está na lista kkkk

    Reply
  • Kelry Caroline
    26 de março de 2013 at 23:14

    Formaturas Infernais também não gostei, sei que tem autores ótimos na capa, mas não desceu!

    Ps: Quero ler Branca de Neve hahahaha

    Reply
  • Marcelo Vales
    26 de março de 2013 at 23:16

    Eu leria O Diário de um Mago. Parece ser legal. Parece.

    Reply
  • Cris Aragão
    27 de março de 2013 at 01:18

    Eu li O primeiro dia e não gostei muito mas fiquei curiosa pela continuação e acabei lendo A primeira noite também e detestei o final, não vou dizer o que acontece mas você acha que a Keyra, aquela obcecada pela sua pesquisa faria a descoberta do século e manteria isso em segredo porque “o mundo não está preparado para saber”?
    Na minha opinião Branca de Neve e o Caçador tinha tudo para dar errado, um livro baseado no roteiro do filme não é para ser levado a sério mesmo.
    Os livros do Paulo Coelho eu nunca me interessei em ler, li a coluna que ele tinha no jornal O Globo algumas vezes e desisti do autor, não é para mim.

    Reply
  • Lais Ravache
    19 de abril de 2013 at 16:22

    Eu li o diário de um mago e amei, mas acho que esse livro em especial é um daqueles que ele escreveu focado no caminho espiritual dele, e tem-se que ter uma considerável carguinha ocultista pra entender de fato.
    Eu leria de novo, e se acontecer vai ser a 3ª vez, rs.

    De resto, concordo em todos os livros, já nem me chamam atenção mesmo… kkk

    Reply
  • Elisa
    19 de abril de 2013 at 16:24

    Pior que “Branca de Neve e o Caçador” tá no meu armário esperando minha leitura!!!

    Reply
  • Rafaela
    19 de abril de 2013 at 16:31

    Assim acho que não se deve generalizar escritoras como Meg Cabot através de UM conto!!! Ela escreveu mais de 50 livros e acho ela incrível!!!!

    Uma livro que não leria mais é “crepusculo”

    Reply
  • Stephania Souza
    19 de abril de 2013 at 17:03

    Todos os livros da Serie Imortais (Para sempre, lua azul, terra das sobras etc.)

    Reply
  • Celly Borges
    3 de julho de 2013 at 23:24

    Dessa lista não li nenhum livro. Na verdade não quero ler nenhum deles. Não tenho nenhuma curiosidade nesses títulos. São histórias que não me deixam curiosa, ou que não gosto do autor…

    Então concordo com a lista rsrs

    Reply
  • Ashley
    20 de julho de 2013 at 16:44

    Um Unico Que Eu Lir Dai Foi ”Formaturas Infernais” Mas Eu Atá Que Gostei U^U (Mas Não Muito) Aquela História Do ”Ramo De Rosas” (Eu Lir Mais De 1 Vez :P) Eu Achei D+, Já As Outras A Maior Parte Foi Entediante, Mas Teve Seus Pontos

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.