Vestibular: diferentes maneiras de fazer a leitura de obras obrigatórias - Seu site sobre Literatura e RPG

Vídeos Segunda, Quarta e Sexta.   SE INSCREVA

Search

Vestibular: diferentes maneiras de fazer a leitura de obras obrigatórias

Anúncios

Planejamento é essencial para que o estudante consiga ler as obras durante o ano

O ano letivo começou, e para aqueles alunos que estão em ano de Enem e vestibulares, o tempo de dedicação e estudo costuma ser um pouco maior. A maioria das provas exige, além das questões objetivas, uma redação e a leitura de livros da literatura brasileira. Normalmente, a lista contém de 6 a 10 obras, portanto, é fundamental organizar o tempo para dar conta das leituras.

Anúncios

Para a professora de Linguagens Flávia Carolina Daniel , do Marista Escola Social Santa Mônica, é importante criar um vínculo afetivo com a história. “Ao ler um livro, quanto mais próximo e interessado naquele universo o aluno estiver, melhor será sua compreensão, de tempo, espaço, motivações dos personagens e enredo. Tudo isso contribui para que na hora da prova ele saiba interpretar as melhores respostas”, avalia.

Realizar a leitura da obra é sempre muito importante, mas vale lembrar que as universidades costumam cobrá-las de forma bem diversificada, comenta a professora de Literatura Brasileira e Portuguesa do Colégio Marista Paranaense, Rosane Decolin. “É preciso entender a obra pelo contexto histórico, pelo contexto literário ou interpretação direta do texto. Por isso, conhecer o contexto em que a obra está inserida e a biografia do autor ajudará muito no momento da prova”. Ouvir podcasts, filmes e peças de teatro sobre as obras ajuda a entender a história de forma didática e divertida, de acordo com Rosane.

Para a preparação da Universidade Federal do Paraná, a lista de livros conta com contos, livros contemporâneos e poesias. Confira as dicas dos professores para incluir os livros nesse ano escolar que se inicia:

  • Faça um planejamento
Anúncios

Cada um possui o seu próprio ritmo de leitura, é importante respeitar é claro, mas também é possível treinar progressivamente esse aumento, lendo 20 e subindo para 30, por dia, por exemplo. O importante é definir qual livro começar. Uma boa dica também é utilizar os finais de semana, em que os estudos diminuem, para fazer suas leituras.

  • Faça anotações ou um pequeno diário

Para aqueles alunos que gostam de um bom esquema de resumo, ler e anotar os principais pontos vai ser importante para futuras revisões no futuro. Você pode fazer isso em um caderno como pequeno diário ou até no bloco de notas do celular.

  • Utilize ferramentas tecnológicas

Nada como usar a internet e a tecnologia a nosso favor. Alarmes e dispositivos que lembram o tempo dedicado para a leitura, assim como a utilização de e-books e marcações digitais podem contribuir para que o aluno se adapte a essa rotina.

Anúncios

Lista de Livros UFPR

  • A falência – Julia Lopes de Almeida
  • Liras de Marília de Dirceu – Tomás Antônio Gonzaga
  • Noite na taverna – Álvares de Azevedo
  • O livro das semelhanças – Ana Martins Marques
  • Quarto de despejo – Carolina Maria de Jesus
  • O drible – Sérgio Rodrigues
  • O sol na cabeça – Geovani Martins
  • Poema sujo – Ferreira Gullar
Sair da versão mobile