Inscrições para o Prêmio Literário da Biblioteca Nacional terminam nesta sexta (28) - Seu site sobre Literatura e RPG

Vídeos Segunda, Quarta e Sexta.   SE INSCREVA

Search

Inscrições para o Prêmio Literário da Biblioteca Nacional terminam nesta sexta (28)

Anúncios

Novidade desta edição, Prêmio Akuli é a categoria voltada para os registros de tradições orais indígenas, quilombolas e ribeirinhas. Vencedores receberão R$ 30 mil.

 As inscrições para o Prêmio Literário da Biblioteca Nacional terminam nesta sexta-feira, 28 de julho, e podem ser feitas gratuitamente no site premioliterario.bn.gov.br. Concedido anualmente desde 1994, o prêmio é um dos mais conceituados do país e tem por objetivo reconhecer a qualidade intelectual das obras publicadas no Brasil. A premiação é dividida em dez categorias e os vencedores receberão R$ 30 mil cada.

Anúncios

 Podem concorrer ao prêmio pessoas físicas com nacionalidade brasileira, com obras inéditas (1ª edição) redigidas em língua portuguesa e publicadas por editoras nacionais, entre 1º de maio de 2022 e 30 de abril de 2023. O concurso é aberto também a autores independentes, desde que a obra esteja em Depósito Legal e traga impresso o número do ISBN (International Standard Book Number).

 Os resultados serão divulgados no Diário Oficial da União e no portal da Biblioteca Nacional, em 27 de outubro – com prazo de 30/10 a 03/11 para os pedidos de reconsideração. A divulgação da análise dos pedidos de reconsideração e dos resultados finais será em 10 de novembro.

 Prêmio Akuli: novidade da edição 2023

Anúncios

A grande novidade este ano é a criação do Prêmio Akuli. A nova categoria objetiva a fixação de cantos ancestrais e narrativas da oralidade, recolhidas no Brasil, entre povos originários, ribeirinhos e de matrizes culturais.

Akuli era a alcunha de Moseuaípu, jovem sábio da tribo Arekuná. Íntimo dos saberes da floresta, foi um exímio narrador de histórias ancestrais. A literatura oral sobre Macunaíma, que Akuli transmitiu ao cientista alemão, Theodor Koch-Grünber, foi determinante para a obra de Mário de Andrade.

“O Prêmio Akuli vem agregar, completar a perspectiva de um olhar delicado sobre a memória oral, as narrativas flutuantes transmitidas de geração a geração. A ideia é privilegiar a produção oral, quando ela passa a integrar a fixação, o livro, a memória que se recupera – porque a Biblioteca Nacional também é a casa da memória”, afirma o presidente da Biblioteca Nacional, Marco Lucchesi.

Anúncios

O Prêmio Literário BN é dividido em dez categorias:

● Poesia (Prêmio Alphonsus de Guimaraens)

● Romance (Prêmio Machado de Assis)

Anúncios

● Conto (Prêmio Clarice Lispector)

● Tradução (Prêmio Paulo Rónai)

● Ensaio Social (Prêmio Sérgio Buarque de Holanda)

Anúncios

● Ensaio Literário (Prêmio Mario de Andrade)

● Projeto Gráfico (Prêmio Aloísio Magalhães)

●Literatura Infantil (Prêmio Sylvia Orthof)

Anúncios

● Literatura Juvenil (Prêmio Glória Pondé)

● Histórias de Tradição Oral (Prêmio Akuli).

Dez Comissões Julgadoras – uma por categoria – formadas por três membros, escolhidos entre especialistas de cada área, analisarão critérios como: qualidade literária, originalidade, contribuição à cultura nacional, criatividade no uso dos recursos gráficos e excelência da tradução.

Anúncios

“Os prêmios da Biblioteca Nacional buscam dar relevo à produção literária de nosso país – nos mais diversos âmbitos de suas atividades – como um radar, atento às sensibilidades e aos desenhos que representam o presente e a tradição, diante de uma perspectiva de futuro. São prêmios que levam os nomes de escritores consagrados, e que resumem de modo abrangente as vozes plurais de nosso país”, completa Lucchesi.

Sobre a Fundação Biblioteca Nacional (FBN)

A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) é um órgão público federal vinculado ao Ministério da Cultura (MinC). A fundação inclui a Biblioteca Nacional – a mais antiga instituição cultural brasileira e a maior biblioteca da América Latina – além da Biblioteca Euclides da Cunha (BEC) e a Casa de Leitura:

A BIBLIOTECA NACIONAL (BN) foi inaugurada em 1810 por D. João VI, e desde 1910 ocupa o prédio localizado na Av. Rio Branco, número 219, na Cinelândia – Centro do Rio de Janeiro. Sua missão é coletar, registrar, salvaguardar e dar acesso à produção intelectual brasileira, assegurando o intercâmbio com instituições nacionais e internacionais e a preservação da memória bibliográfica e documental do país. É considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo.

A BIBLIOTECA EUCLIDES DA CUNHA (BEC) – localizada temporariamente na Av. Presidente Vargas n. 3131, sala 704, do Edifício Teleporto, na Cidade Nova – é uma biblioteca pública que oferece serviços de livre acesso ao acervo bibliográfico e aos registros de expressão cultural e intelectual. Igualmente, tem como atribuição desenvolver atividades de caráter informativo, cultural e educacional, integrando-se aos objetivos da FBN. Dentre as ações de difusão do acervo podemos listar “A Traça Faminta”, o programa “Vozes Brasilis” e a divulgação de boletins de novas aquisições.

A CASA DA LEITURA fica na Rua Pereira da Silva, 86, Laranjeiras, e tem como atribuição desenvolver atividades de caráter informativo, cultural e educacional. Através de eventos como cursos, oficinas, debates, seminários, palestras e fóruns de discussão, cumpre seu objetivo de formar leitores e democratizar o acesso ao texto literário. Sua programação é voltada prioritariamente a professores de sala de aula, bibliotecários e demais mediadores de leitura, com a finalidade de instrumentalizá-los em suas práticas.

Sair da versão mobile