IMG_0686

Sinopse: ‘A Menina Submersa – Memórias’ é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do ‘real’ sobre o ‘verdadeiro’ e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma ‘obra-prima do terror’ da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. A autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovecraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial – na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa -, e sabem que o medo real nos habita. O romance evoca também as obras de Lewis Carrol, Emily Dickinson e a Ofélia, de Hamlet, clássica peça de Shakespeare, além de referências diretas a artistas mulheres que deram um fim trágico à sua existência, como a escritora Virginia Woolf.

“Fantasmas são essas lembranças fortes demais para serem esquecidas, ecoando ao longo dos anos e se recusando a serem apagados pelo tempo.”

A Menina Submersa é um livro complicado, pois ele te afoga em todos os seus questionamentos e revoluções na escrita a tal ponto, que é impossível não sair renovado e neurótico depois de uma leitura que vai ao fundo de uma mente doentia e fascinante para nos mostrar o que Caitlín queria propor nesse novo patamar da literatura de fantasia.

IMG_0690

Eu fiquei encantada com tudo o que esse livro é e consegue representar dentro da literatura moderna. Temos uma história complexa com uma protagonista confusa e que nós não podemos confiar. O livro brinca com a questão da alucinação, coloca o fantástico dentro de um realismo que te confunde, te prende e te faz imergir em um mar (ou lago) que nem Neil Gaiman conseguiria transportar.

E por falar em Neil Gaiman. Esse livro é indicado pelo Senhor dos Sonhos e eu fico imaginando Imp e os personagens de Oceano no Fim do Caminho em um crossover diferente onde não saberíamos se tudo pode ser um sonho ou algo factual. Acho que o propósito de Caitlin foi muito bem atingido. Ela consegue nos apresentar algo que no início é muito estranho, e aos poucos, a cada caminho que a construção toma, tornar aquilo natural e verdadeiro.

IMG_0687

O livro também traz a tona, questões muito interessantes que vários blogs em conjunto com a DarkSideBooks promoveram bate papos em todo o Brasil,  sobre esquizofrenia, feminismo, literatura lgbt e realismo fantástico. Temas que são intrínsecos na obra e merecem uma discussão mais aprofundada.

IMG_0689

Quanto a parte gráfica eu não tenho nada para dizer além de: É DARKSIDEBOOKS!!! Gente, imagina uma coisa linda, agora multiplica por um número muito alto. É isso que vocês tem aqui. Mais uma vez, um projeto show que a DarkSide trouxe para o mercado brasileiro.

Em resumo, A Menina Submersa é um livro que você deve ter coragem e estar de coração aberto, pois vai sim te confundir e te fazer questionar muitas coisas da sua vida. Obrigado Imp, por compartilhar a sua loucura conosco nesse livro dentro de um livro em uma história dentro de tantas outras história.

“Parecia justo ir até a parte sobre ser louca antes de qualquer coisa, como um aviso; portanto, se alguém chegar a ler isto, saberá que não deve acreditar piamente em tudo.”

Ah, antes que eu me esqueça: o livro tem muita referência, desde obras de arte até histórias e lendas já clássicas no mundo como a chapeuzinho vermelho. Isso traz um plano de fundo para ser explorado depois da leitura.

IMG_0688

IMG_0691

Edição: 1 | Editora: DarkSide® Books | ISBN: 9788566636253 | Ano: 2014 | Páginas: 320

Nota: 5/5

Comprar: Submarino| Americanas

postautor

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +

Captura de Tela 2017-04-11 às 09.34.46