Acompanhe no youtube
inscreva-se
“E Não Sobrou Nenhum” é um presente da Agatha Christie para que os leitores brinquem de detetive.

“E Não Sobrou Nenhum” é um presente da Agatha Christie para que os leitores brinquem de detetive.

“E Não Sobrou Nenhum” é um presente da Agatha Christie para que os leitores brinquem de detetive.

 Eu ainda estava estudando quando conheci os livros da Agatha Christie. Um amigo me emprestou “Os Crimes ABC” e eu li tão rápido que não conseguia compreender aquilo. Como podia ser tão bom “brincar de detetive” junto com a história que  aquela mulher conhecida como a “rainha do crime” tinha escrito? Não deu outra, no outro dia eu devolvi o livro emprestado e corri para a biblioteca começar outra aventura: ler todos os livros da Agatha Christie que estivessem por lá.

Esse foi o começo de uma história de amor. Depois de ver meu interesse por Aghata Christie, o “tio Getúlio” senhor que cuidava da biblioteca me indicou Arthur Conan Doyle e logo depois Thomas Harris. Hoje eu sou isso que vocês conhecem e com certeza tem um dedo da Aghatha em toda essa paixão por romances policiais.

Eu só tenho tinha um único problema: Nunca li “O Caso dos 10 Negrinhos”. Precisava mudar isso e quando a editora Globo me enviou “E Não Sobrou Nenhum” eu fiquei muito feliz. Apesar da mudança e adaptação na história, foi muito bom poder voltar no tempo e conferir essa história.

IMG_2053

“Uma ilha misteriosa, um poema infantil, dez soldadinhos de porcelana e muito suspense são os ingredientes com que Agatha Christie constrói seu romance mais importante. Na ilha do Soldado, antiga propriedade de um milionário norte-americano, dez pessoas sem nenhuma ligação aparente são confrontadas por uma voz misteriosa com fatos marcantes de seus passados”.

Tudo que uma história precisava para ser uma história da Agatha. Só que dessa vez o caso tem um “que” a mais. Ele acontece centrado em um poema antigo, então  praticamente já sabemos o que vai acontecer e essa tensão de como e quando acontecerá nos leva a praticamente devorar página por página do livro.

DEZ SOLDADINHOS SAEM PARA JANTAR, A FOME OS MOVE;
UM DELES SE ENGASGOU, E ENTÃO SOBRARAM NOVE.

NOVE SOLDADINHOS ACORDADOS ATÉ TARDE, MAS NENHUM ESTÁ AFOITO;
UM DELES DORMIU DEMAIS, E ENTÃO SOBRARAM OITO.

OITO SOLDADINHOS VÃO A DEVON PASSEAR E COMPRAR CHICLETE;
UM NÃO QUIS MAIS VOLTAR, E ENTÃO SOBRARAM SETE.

SETE SOLDADINHOS VÃO RACHAR LENHA, MAS EIS
QUE UM DELES CORTOU-SE AO MEIO, E ENTÃO SOBRARAM SEIS.

SEIS SOLDADINHOS COM A COLMEIA, BRINCANDO COM AFINCO;
A ABELHA PICA UM, E ENTÃO SOBRAM CINCO.

CINCO SOLDADINHOS VÃO AO TRIBUNAL, VER JULGAR O FATO;
UM FICOU EM APUROS, E ENTÃO SOBRARAM QUARTO.

QUATRO SOLDADINHOS VÃO AO MAR, UM NÃO TEVE VEZ;
FOI ENGOLIDO PELO ARENQUE DEFUMADO, E ENTÃO SOBRARAM TRÊS.

TRÊS SOLDADINHOS PASSEANDO NO ZOO, VENDO LEÕES E BOIS,
O URSO ABRAÇOU UM, E ENTÃO SOBROU DOIS.

DOIS SOLDADINHOS BRINCANDO AO SOL, SEM MEDO ALGUM;
UM DELES SE QUEIMOU, E ENTÃO SOBROU SÓ UM.

UM SOLDADINHO FICA SOZINHO, SÓ RESTA UM;
ELE SE ENFORCOU, E NÃO SOBROU NENHUM.

IMG_2052

Enquanto a leitura de “E Não Sobrou Nenhum” avança o leitor se vê perdido em pensamentos que a cada vez só começa a fazer mais indagações. Quem é o misterioso  mr. Owen? Existe mais alguém na ilha? O assassino pode ser um dos convidados? Quem então entre eles elaboraria um crime tão complexo? E, sobretudo, por quê?

As perguntas só aumentam e a história se constrói de um jeito em que para todo lado que você olhe não exista respostas até que a autora deseje nos contar e acabar com as nossas suposições.

É incrível como apesar de antigo o livro é tão atual e consegue ser uma leitura que te propõe um tema super pesado e ao mesmo tempo te diverte, te leva para uma brincadeira de gato e rato em busca do real culpado. As reais motivações. Dona Christie prende seus leitores em uma ilha e faz com que a história de “E Não Sobrou Nenhum” uma das melhores histórias de investigação que eu já li.

IMG_2051

ISBN9788525057013 | Ano: 2014 | Páginas: 399 | Idioma: português | Editora: Globo Livros

Dame Agatha Mary Clarissa Mallowan (Torquay, 15 de Setembro de 1890 — Wallingford, 12 de Janeiro de 1976), mundialmente conhecida como Agatha Christie, foi uma romancista policial britânica, autora de mais de oitenta livros. Seus livros são dos mais traduzidos de todo o planeta, superados apenas pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare, com mais de 4 bilhões de cópias vendidas em diversas línguas.
Conhecida como Duquesa da Morte, Rainha do Crime, dentre outros títulos, criou os famosos personagens Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence Beresford e Parker Pyne, entre outros. Agatha Christie escreveu também sobre o pseudônimo de Mary Westmacott.

editoras

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR 

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +  ☁ Pinterest ☁ Youtube  Blogvin ☁ Flickr

14 Comments

  • Hedwirges
    3 anos ago

    Que máximo , já quero ler !!

  • Fabio Said
    3 anos ago

    Oi Anna! Você sabe dizer se houve alguam outra mudança, além do título? Alguma passagem do texto foi adequada a esses tempos politicamente corretos?

    Abs!

    • 3 anos ago

      Oi Fábio, a mudança “politicamente-correta”,alterou o título do original O caso dos dez negrinhos (Ten little niggers no original) para “E não sobrou nenhum”, o nome da Ilha do Negro para Ilha do Soldado e o poema, onde eram “negrinhos” virou “soldadinhos”. As estátuas que aparecem na história tbm são chamadas de soldadinhos.

      • Fabio Said
        3 anos ago

        Entendi! Acho que vou procurar um exemplar bem conservado do Círculo do Livro no “Estante Virtual”. Tinha uma versão de capa dura branca que era bem bonita, além de não ter o texto mutilado.

        Abs!

        • 3 anos ago

          Isso procura mesmo 😉
          Vale muito a pena, as vezes você pode até encontrar no skoob para troca.

  • Leandro Barbosa
    3 anos ago

    Anna,

    Eu li esse livro e adorei. Acho que nunca li algo com tanta curiosidade para saber o que acontece no final.

    Cada página vai te deixando mais curioso e, quando chega o final, você fica totalmente perplexo de tão genial.

    • 3 anos ago

      É fantástico né? A curiosidade vai crescendo a cada página. Eu não conseguia largar.
      Esse livro me fez lembrar de novo pq eu amo tanto literatura policial!

  • 3 anos ago

    Quanta nostalgia Anna! Lembrei da adolescência e das maratonas de livros da Agatha atrasando meu almoço e meu banho! Não dava pra parar de ler! Eu não li O Caso dos Dez Negrinhos mas vou ver se corrijo isso em 2015 com essa edição nova aí!
    Bjos!

    • 3 anos ago

      Era igual eu, lia tudo e deixei de ler o melhor HAHAHAHA Corre ler menina 😉

  • 3 anos ago

    Só tenho 1 coisa a dizer: esse livro é sensacional!

    Bjs Anna!

  • Shadai
    3 anos ago

    Quando adolescente descobri, adorei e li alguns livros da Agatha Christie, mas depois enjoei; só fui retomar ano passado com justamente o clássico O Caso dos Dez Negrinhos, e muito boa leitura como sempre!

  • 3 anos ago

    Oi Anna, também sou fã da Agatha Christie, mesmo só lendo um livro dela; ainda na minha época de colégio! Um professor meu de Educação Física, tinha o hábito de emprestar livros pra seus alunos despertarem o gosto pela a leitura e, o livro que ele me emprestou dela foi: “Assassinato no Expresso do Oriente”. na época, era muito garoto, não entendia direito a narrativa, mas fiquei fascinado com aquela história! Nunca mais li nada sobre ela, mas, aquela sua obra ficará pra sempre guardado em minha memória! Gostaria de ler uma resenha sua sobre essa história, “Assassinato no Expresso do Oriente”! Abraços e,
    até qualquer hora.
    Adilson
    http://adilsonconectado.blogspot.com/

  • […] inspirações de Tarantino para essa nova produção. Ecos de O Enigma do Outro Mundo e o romance E Então Não Sobrou Nenhum (de Agatha Christie, também conhecido como O Caso dos Dez Neginhos) estão lá para quem quiser […]

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More