Menu
Literatura

[Resenha] O Clone de Cristo de J.R. Lankford | @editoraarqueiro

Sinopse: O Clone de Cristo é uma história fantástica sobre uma experiência secreta que pode mudar o mundo: a tentativa de clonar Jesus Cristo a partir do Santo Sudário. O Dr.Felix Rossi é o chefe da pesquisa, um conceituado cientista obcecado com duas perguntas: Será que o tecido do Sudário contém mesmo o sangue de Cristo? E o DNA ainda estará intacto? Apesar do caráter sigiloso do experimento, forças obscuras tentam impedi-lo e Rossi não tem tempo a perder: precisa encontrar uma mulher para gerar a criança. Esta trama policial arrepiante nos leva numa viagem inesquecível da alta sociedade nova-iorquina aos bares irlandeses, das igrejas do Harlem à Catedral de Turim. Uma narrativa bem construída sobre laços familiares perdidos, um homem à procura de Deus, uma mulher em busca de um sentido para a própria vida¿ e uma inesperada história de amor.

“Teria Jesus, o Salvador, realmente deitado por baixo daquele pano? Era essa imagem a d’Ele? Eram essas as chagas, as feridas, esse era o Seu sangue? No dia em que Bartolo morresse, seria a face do Sudário aquela que veria – sempre vivo, coroado em glória, mãos estendidas em amor?”

 Já começo a resenha pedindo desculpas, não andei lendo tantos livros bons ultimamente e isso vai render uma quantidade chata de resenhas de livros que não renderam muito e me decepcionaram completamente. Já falei e Outros Reinos e agora vamos falar de O Clone de Cristo. Um livro que está para ser resenhado a séculos mas me desanima falar de algo que não gostei, então acabei sempre deixando de lado. Mas não tem como evitar.

Então se vocês me perdoem, mas vamos ter que falar de uns livros não tão bons assim nas próximas resenhas.

Geralmente eu tenho um bom olho para o livro. Eu vejo ele de longe e tenho um sexto sentido do quão bom e ruim ele vai ser. Mas ultimamente o meu sexto sentido me abandonou ou eu devo ter perdido meus poderes vengans, sei lá (se você não entendeu a referencia, sugiro que veja esse vídeo).

O problema é. A ideia é boa, a apresentação do livro é fantástica e a história cai para um poço sem fim de decepções porque durante todo o caminho te deram dicas de algo completamente diferente. Desde a classificação do livro até a capa e tudo mais. Então… é complicado.

“Quero dizer, alguém realmente acha que um Deus onipotente, onisciente e todo feito de amor está preocupado com o Halloween?”

Você espera muito do livro. Espera mais suspense, mais ação e tudo é muito obvio. Desde a escolha de uma personagem para uma certa ação na história até mesmo o desenrolar que te leva a um pensamento muito chato quando se trata de livros. Aquele: “Ah vá… sério mesmo?”. Isso é triste.

O livro tenta compensar em algumas passagens e diálogos, mas só o drama do personagem “Cientista e Católico” não sustenta o livro. Não é o bastante para fazer o livro se tornar um dos melhores que eu li.  E olha que eu aguento muita coisa que não é assim tão boa por gostar muito do tema. Eu sou católica e adoro ciência. Poxa, passei em física no vestibular e tentar Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia. É obvio que eu estava louca para embarcar em uma história alucinante que beirasse a ficção científica com pegadas de suspense trabalhadas com um bom mistério policial. Mas né… não se pode querer tudo no mundo.

Apesar de muitas escolhas infelizes, o livro tem suas partes boas e provavelmente se você for preparado para o que ele é realmente a experiência de leitura pode ser completamente outra.  E bem… temos mais dois volumes para nos mostrar se a história vai tomar outro rumo e nos surpreender.

Sinceramente daqui ha alguns anos eu vou novamente reler O Clone de Cristo para descobrir se poderia ter outra experiência de leitura. Então… nos resta esperar.

A Edição da Saída de Emergência segue o padrão da editora aqui no Brasil e está linda. Um trabalho muito bem feito de diagramação e capa. Você pode conferir nas fotos (um pouco sombrias demais).

 Espero que vocês tenham gostado, e sorry a sinceridade. Fazia tempo que não fazia uma resenha assim. Até me sinto um pouco mal.

Edição: 1 | Editora: Saída de Emergência Brasil | ISBN: 9788567296081 | Ano: 2014 | Páginas: 384

Nota: 2/5

Comprar: Folha | FNAC | Saraiva

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +

post

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.